miejsc pracy opieki zdrowotnej w virginia beach cialis cena w domu testów narkotykowych

O dia do Bibliotecario no brasil

O Dia do Bibliotecário é comemorado no dia 12 de março, e foi instituído no dia 12 de abril de 1980 pelo Decreto nº 84.631, para ser comemorado em todo o território nacional.

Esta data foi escolhida por tratar-se do dia do nascimento do bibliotecário Manuel Bastos Tigre, considerado o primeiro bibliotecário concursado do Brasil.

Manuel Bastos TigreEngenheiro e bibliotecário por vocação, Manuel Bastos Tigre nasceu em 1882. Formou-se em Engenharia em 1906 e resolveu fazer aperfeiçoamento em eletricidade, no Estados Unidos, em 1906. Uma vez lá, conheceu o bibliotecário Melvil Dewey (1851-1931), que instituiu o Sistema de Classificação Decimal. Esse encontro foi decisivo na sua vida, pois, em 1915, aos 33 anos, largou a Engenharia para trabalhar com biblioteconomia.

Considerado o primeiro bibliotecário concursado do Brasil, prestou concurso para ingressar no Museu Nacional do Rio de Janeiro como bibliotecário e se classificou em primeiro lugar com a pesquisa sobre a Classificação Decimal.

Transferido, em 1945, para a Biblioteca Nacional, onde ficou até 1947, assumiu depois a direção da Biblioteca Central da Universidade do Brasil, na qual trabalhou, mesmo depois de aposentado, ao lado do reitor da instituição, o professor Pedro Calmon de Sá.

Manuel Bastos Tigre trouxe grande contribuição social e cultural para o Brasil, e por isso, nada melhor do que a data de seu nascimento para celebrar o dia daqueles que comungam o mesmo objetivo: disseminar informação e conhecimento a fim de promover o desenvolvimento cultural e social do país.

Curiosidades:

O primeiro curso de Biblioteconomia da América Latina nasceu na Biblioteca Nacional.

Em 1911, percebendo a carência de formação do quadro de funcionários da Biblioteca Nacional, seu diretor, Manuel Cícero Peregrino da Silva criou, dentro da própria BN, um curso de Biblioteconomia. Esse curso foi o primeiro da América Latina e o terceiro no mundo e seguia o modelo da École Nationale des Chartes (França).
Diario
A primeira turma foi formada em 1915. Na Biblioteca Nacional, estudavam-se as seguintes matérias básicas: Bibliografia (que abrangia História do Livro, Administração de Bibliotecas e Catalogação); Paleografia e Diplomática; Iconografia e Numismática. O ensino era teórico e prático. A parte prática era feita na própria Biblioteca, utilizando os seus serviços, considerados padrão.

Ao longo de um século, professores renomados como Cecília Meireles, Afrânio Coutinho e Sérgio Buarque de Holanda abrilhantaram o curso, que forneceu as bases para os conhecimentos da profissão. Ainda hoje, a BN é referência em inovações e tecnologias do setor, em especial sobre temas como preservação e digitalização de acervos.

Parabéns aos colegas bibliotecários que ajudam a desbravar novos olhares por meio da leitura!

Referências

2015. Primeiro curso de Biblioteconomia da América Latina nasceu na Biblioteca Nacional Consultado en: https://blogdabn.wordpress.com/2012/03/12/dia-do-bibliotecario/
2015. Dia do Bibliotecário. Consultado en: https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-bibliotecario/

AnasuelyAna Suely P. Lopes
Mestranda em Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Graduada em Arquivologia pela Universidade de Brasília, em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Federal do Ceará. Especializada em Gestão de Projetos. Membro dos grupos de pesquisas Gestão Eletrônica de Documentos Arquivísticos-Ged/A, da UFSM e Estudos e Práticas de Preservação Digital, do Instituto Brasileiro de Informações em Ciência e Tecnologia onde é colaboradora da Rede Cariniana. Seus temas se centram em Gestão Documental e Preservação de Documentos Arquivísticos Digitais.
pinholopes.anasuely@gmail.com

The following two tabs change content below.

Firmas Invitadas

Post publicados por autores participantes como "Firmas Invitadas"
Notice: Use of undefined constant rand - assumed 'rand' in /usr/home/infotecarios.com/web/wp-content/themes/ribbon/single.php on line 35

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

A %d blogueros les gusta esto: